Japão estenderá proibição de entrada de estrangeiros dos EUA, China, Coréia do Sul e maior parte da Europa !

jornal Asahi Shimbun informou na segunda-feira que o governo japonês planeja negar a entrada no país de estrangeiros vindos dos Estados Unidos, China, Coréia do Sul, Reino Unido e grande parte da Europa. Os estrangeiros que viajaram para esses territórios até duas semanas antes de chegar ao Japão terão sua entrada negada, exceto em circunstâncias atenuantes. O Ministério das Relações Exteriores do Japão também visa elevar o alerta de viagem para essas regiões para o nível 3, o que desaconselha a viagem a esses territórios para qualquer finalidade e aconselha os japoneses nessas regiões a considerar e se preparar para uma possível evacuação.
O jornal também observou que o governo também planeja proibir a entrada de partes do sudeste da Ásia e da África. O Japão já proíbe a entrada de estrangeiros que viajam de áreas específicas da China, Coréia do Sul e mais de 20 países europeus.
O Conselho de Segurança Nacional do país deve se reunir esta semana para discutir as medidas, que serão implementadas sob as disposições listadas na Lei de Controle de Imigração e Reconhecimento de Refugiados.
O famoso artista e comediante japonês Ken Shimura faleceu devido a pneumonia causada pela nova doença do coronavírus (COVID-19) no domingo, 29 de março. Ele tinha 70 anos de idade. Shimura foi hospitalizado em 17 de março e sua agência anunciou que havia sido infectado com COVID-19 em 25 de março.
O governo japonês já instou os viajantes dos Estados Unidos a se colocarem em quarentena por duas semanas após a chegada ao Japão. O Ministério das Relações Exteriores do Japão elevou o alerta de viagem para o mundo inteiro para o nível 2 na quarta-feira passada. O governo de Tóquio pediu que os moradores de Tóquio fiquem em casa a partir de quarta-feira passada, após três dias seguidos de números recordes de novos casos de COVID-19Tóquio registrou 63 novos casos no sábado e 69 novos no domingo, o que significa que a metrópole alcançou o número recorde de novos casos em seis dos últimos sete dias.
Os primeiros casos relatados de COVID-19 ocorreram em Wuhan, na China, em dezembro, e então a doença começou a se espalhar em taxas e intensidades variadas em muitas partes do globo através da incubação em hospedeiros humanos. A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou uma emergência mundial de saúde em 30 de janeiro e anunciou em 11 de março que está classificando o surto como uma pandemia. Até domingo, a OMS informou que existem 634.835 indivíduos infectados em todo o mundo. 29.957 indivíduos morreram da doença.

No sábado, a OMS informou que o Japão tem 1.693 casos de COVID-19 com 52 mortes. Esses números não incluem o número de casos do navio Diamond Princess atracado em YokohamaEsse navio de cruzeiro teve 712 passageiros infectados, com sete mortes.
Fonte:Aqui

Postar um comentário

0 Comentários